top of page
bewave.perfil.png

be wave.

. um blog para a cultura .

uma homenagem a todas as mães: inês apenas e irma juntas num tema emotivo

no dia da mãe, inês apenas e irma lançaram o single colaborativo "se ao menos". com letra de inês apenas e música composta com irma e yanagui, o produtor do tema, é uma homenagem emotiva a todas as mães.

© direitos reservados

"esta é, provavelmente, a canção mais real que já escrevi até hoje. é uma homenagem única a todas as mães e um gesto de amor incondicional. ter esta canção com a irma fez-me muito sentido, não só pela partilha da dor, da saudade e da tristeza mas, também, porque agora estes sentimentos ficam eternizados no mundo", revela inês apenas. já irma confessa que "esta canção simboliza a urgência em eternizar a vida. não só porque fala das nossas mães, mas porque chama de loucos aqueles que acreditam que se morre quando se vai embora. eles é que estão loucos. as nossas mães só morrem quando deixarmos de falar delas".

 

a canção "se ao menos" foi gravada no estúdio de rui veloso em vale de lobos, com inês apenas na voz, piano e percussões, irma na voz e percussões, yanagui na guitarra, baixo e ⁠percussões, e mistura e masterização por sassá nascimento.

 

"o processo de composição desta canção foi bastante doloroso. no dia da gravação ficámos bastante emocionadas e cada take que gravávamos parecia uma missão impossível. foi muito difícil conseguir passar para a música todas as emoções que sentíamos naquele momento, dada a sensibilidade do tema, mas eu e a irma apoiámo-nos muito do início ao fim. não poderia ser de outra maneira: simplesmente tinha que sair desta forma, com esta letra, esta melodia e esta harmonia", conta inês apenas.

 

a balada de inês apenas e irma é acompanhada por um videoclipe realizado pelo videógrafo brasileiro dauto galli, que mistura imagens caseiras de arquivo, filmadas durante a infância de ambas as artistas, com momentos captados durante a gravação do tema em estúdio.

 

esta colaboração surgiu de uma conversa entre inês apenas e irma sobre a perda e o processo de luto, que teve início nas redes sociais. "o luto deve ter nascido da palavra lutar" foi a frase que deu o mote para se ao menos, bem como várias outras coincidências, que as artistas relatam no documentário sobre a canção, uma curta-metragem intimista realizada também por dauto galli.

 

"a beleza das coisas é este encontro que é único: a inês apenas nunca chegaria a este sítio, nem eu, se não fosse em conjunto", conta irma no documentário, já disponível nas redes sociais das artistas.

Comments


bottom of page