top of page
bewave.perfil.png

be wave.

. um blog para a cultura .

queres conhecer "um teatro por dentro e por fora"? a oportunidade está em guimarães

o mês de dezembro anuncia a finalização do ano, mas mantém uma boa energia, e surge (re)vigorado para nos convidar a todos e aos mais miúdos em particular a participar em momentos artísticos com forte dinâmica de interação e novos conhecimentos sempre a fluir.


©️ direitos reservados

no próximo sábado, dia 9, no centro cultural vila flor (ccvf), é tempo de explorar os bastidores de uma casa de espetáculos e descobrir os segredos de uma caixa negra que tem o poder de tudo transformar. joão lopes leva-nos a conhecer "um teatro por dentro e por fora" e cada grupo será recebido com um percurso desenhado à medida da sua curiosidade, experiências e propósitos.


neste período natalício, como vem sendo tradição, surgem novas propostas artísticas em formato de oficinas para as crianças. assim, tendo a natureza como mote, nas suas múltiplas dimensões, são vários os artistas desafiados para criarem e apresentarem oficinas que explorem a criatividade através da cianotipia – onde o deslumbre repousará na magia das sombras azuis –, do desenho inconvencional – onde se imaginará a liberdade do gesto de riscar e de pensar com a ajuda das plantas –, da impressão em tecido – onde desenhos se transformarão em formas estranhas – e dos objetos mágicos – onde as técnicas tradicionais de modelagem do barro se cruzarão com a contemporaneidade na criação de um amuleto.


estes dias de fruição e novas experiências terão início a 19 de dezembro, no ccvf, com a oficina "sombras sobre azul", da responsabilidade de hélder magalhães. a quarta-feira, dia 20 de dezembro, conduz os participantes à casa da memória de guimarães para um dia em que ninguém sairá de bolsos vazios. viajando por entre a tradição têxtil e os bordados de guimarães, "sonhos de bolso" é uma oficina de técnicas de impressão em tecido com teresa arêde ao leme para dirigir os jovens participantes a desenharem sonhos, aqueles que sonhámos ontem e os que sonhamos para o futuro.


nos dias seguintes, quinta e sexta-feiras, é a vez do centro internacional das artes josé de guimarães abrir espaço e horizontes aos mais novos em duas oficinas que já se encontram esgotadas. a quinta-feira traz-nos a "escola de desenho inconvencional", de miguel ângelo marques, uma atividade para experimentar várias formas de desenhar com a ajuda da capacidade sensível das plantas. a semana fecha com a oficina de modelação em barro e escrita criativa, "objetos mágicos", dirigida por maria fernanda braga e teresa arêde.

Comments


bottom of page